Tori no uta (tradução)


Nós acompanhavamos a fumaça deixada por um avião desaparecer
Fugia enquanto ela brilhava,
fraca como sempre
Não mudo desde aquele dia
Não suportava por não mudar nunca
Por causa da frustração eu afastei meu dedo
Aquele pássaro ainda não consegue voar direito
Mas um dia aprenderá a cortar os ventos
Ainda há muitos lugares ao longe
Para serem alcançados
Esconde seus desejos e os observa
As crianças andam pelas trilhas do verão
O vento que sopra passa por seus pés descalços
No passado estão todos os dias imaturos
Os desejos começavam a pular para as minhas mãos
Corremos atrás da fumaça deixada pelo avião
Além daquele monte nada mudou desde aquele dia
Prezo para que sigamos sempre em frente
Como que se um Deus dos mares nos pretegesse
com certeza...