Vivendo sobre rédea curta.
Esperando morrer, por pura curiosidade.
Correndo de todas as rebeldias da juventude.
Sangrando por dentro, sabendo que nunca irá curar...

Da vida a morte, será assim.
Amor à vida, nunca veremos aqui.
Andar,
Pensar e chorar
O fim.

Uma geração sem heróis.
Assistindo a morte da nação
Vivendo um suicídio deário
Sem ninguém pra lhe dar a mão
Lamentar,
Gritar,
Sofrer,
Olhar pra traz e não se vê.

Sonhando hipocrisia, vomitando corrupção.
Ideais destruídos por nós mesmos
Sem memória,
Sem derrota,
Sem vitória.

Da morte a vida, ficaremos aqui.
Viver a vida andando na morte.
Querer,
Pensar e chorar
O fim.

Sem questionamentos, chorando a verdade.
Sem conseqüências, perdendo a humanidade.

Da vida a morte, será assim.
Amor à vida, nunca veremos aqui.
Andar,
Pensar e chorar
O fim.

Destruir para reconstruir, nossa honra.
Destruir para reconstruir, nosso corpo.
Destruir para reconstruir, nosso tempo.
Destruir para reconstruir,
Destruir para reconstruir,
Destruir para reconstruir,
Destruir para reconstruir, nossas vidas