Cidadã do planeta


Eu começo do norte
Eu cresço de uma semente especial
Eu a semeio com cuidado
Da França e da Hungria nevada
Continuo colhendo
Até meu total esgotamento

Então, me movo para o outro lado do oceano
Para a felicidade na Europa
Para a língua dos poetas
Enquanto corto os laços com meu lar
Beijo a mãe da minha mãe
Olho para o horizonte

De olhos bem abertos, terra nova
Vislumbrada com meus novos ares

Eu sou uma cidadã do planeta
Meu presidente é Kuan Yin
Minha fronteira é num avião
Minhas prisões, centros de reabilitação

Depois eu vôo de volta para o meu lar
Vôo de volta com minha energia
Mas tudo é diferente
Então, eu espero
O anseio pelo meu lar é maior
Meu patriotismo aumenta
Pelos chamados do além

Então, eu arrumo minhas coisas
Nada preciosas
Todas coisas sagradas

Eu sou uma cidadã do planeta
Minhas leis são todas de atração
Meus castigos são consequências
Separando o pecado original da origem

Eu sou uma cidadã do planeta
Os filhos da democracia são poderosos
Onde os professores são os sábios
E as bases se formam com todos os familiares

E então, os próximos anos são incertos
A proxima década é uma mistura
De cheiros e gostos desconhecidos
Cordões costurados através desse tecido
Através de campos de todas as cores
Uma cultura à outra

E eu desperto
E fico pasma
Fui vencida e globalmente naturalizada

Eu sou uma cidadã do planeta
De raizes bem singelas até a alta percepção
Sou protegida pelos anjos
E meu corpo mostra a direção a seguir

Eu sou uma cidadã do planeta
Meu passatempo favorito é extender meus limites
Apaixonada pela condição humana
Esses ideais que nasceram bem de dentro de mim