As luzes da França, moinhos da Holanda
As margens do Tejo, as torres que invejo
Postais que me invadem assim

As covas da Iria, a neve num dia
Os reis e as rainhas, touradas e rinhas
Se escondem nos mapas de mim

A minha Europa é aqui
Braganças de cá e dali
Prefiro os rios
Que fogem dos frios
E lavam as almas daqui
Daqui

Vídeo incorreto?