tradução automática


Quando o silêncio vem de novo
Eu não estarei com medo de sabre
Eu estarei em seus braços
e lá vive confiante
e eu vou dizer-lhe o meu silêncio
é meu tudo meu eden
em palavras é muito bem
minha vida que eu vou te amar

E no final do dia seguire
de joelhos e os pés
Vive cada minuto
te amar mais do que ontem

Quando ouço a sua voz
dizer o meu nome aí estou
cantar os meus poemas
que eu te amo
mais do que ontem