Mil palavrinhas


Vejo que não estás aqui
Saudades, que esteja junto a mim
E quero estar sempre aí
Dia a dia em teus olhos me vejo em ti

Tão frágil e forte também
Pequena que grande estás
Cativas um mundo meu ser
Teu sorriso um tesouro que eu encontrei

És a menina que me faz rir
Doce poema que vive em mim
Quando te observo me levas ao céu
Quando te escuto me faz teu dono
Quando me chamas corro como o vento
Quando te sinto não existe o tempo

Escuto que dizes papai
Que para sempre minha filha serás
Que sou teu que me amarás
Não haverá ninguém no mundo
Que te ame mais
És minha menina teu pai serei
Tuas palavrinhas transformam meu ser

Quando te observo me levas ao céu
Quando te escuto me faz teu dono
Quando me chamas corro como o vento
Quando te sinto não existe o tempo
Amo te olhar ainda que não me olhas
Amo teu riso ou a voz que me grita
Amo tuas noites e tuas manhãzinhas
Amo escutar essa mil palavrinhas

Quando te observo me levas ao céu
Quando te escuto me faz teu dono
Quando me chamas corro como o vento
Quando te sinto não existe o tempo
Amo te olhar ainda que não me olhas
Amo teu riso ou a voz que me grita
Amo tuas noites e tuas manhãzinhas
Amo escutar essa mil palavrinhas

É que te amo para sempre
Eu sinto saudades
Minha pequena
Minha princesa
Te amo.