Quando uma criança era uma criança
Somente uma criança
Voava balançando os braços
Sob as nuvens
Hoje tu vens com pés no chão

Quando uma criança era uma criança
Levemente uma criança
Sonhava velejando barcos
Ao vento
Hoje vem tu se ancorar

Quando uma criança era uma criança

Amoras enchiam suas mãos
Como somente amoras conseguem encher
Cerejas colhidas nos galhos
Dos pés que hoje não conseguem correr
Hoje caem das árvores nozes
Que nós não conseguimos nem ver
Hoje moram, lá dentro das nozes
Crianças que nós esquecemos de ser
Ta lá dentro, dentro da noz

Vídeo incorreto?