Se no alvorecer
Não mais te encontrar
O que me pertenceu
Não posso mais tocar
É viver sem ter um ninho
De amor e de carinho
Foi verdade passageira
Me vi preso as tuas teias
Pra este amor não vi fronteiras
Dediquei minha vida
Inteira, feliz, feliz

Se acaso me encontrar com outro alguém não vai dizer
Que fui eu que falhei
O universo há de testemunhar
Ao meu favor que o nosso amor era pra eternizar
Joia rara que se faz ausente em meu viver
Como o mal me atrai não lhe ter

É como não se houvesse mais
Liberdade presa em alcatraz
A fuga é o nosso amor
Não há muralhas que impeçam o seu fulgor, meu amor
E se você não vem, estou a merçê de outro bem
Quero você e mais ninguém

Se no alvorecer
Não mais te encontrar
O que me pertenceu
Não posso mais tocar
É viver sem ter um ninho
De amor e de carinho
Foi verdade passageira
Me vi preso as tuas teias
Pra este amor não vi fronteiras
Dediquei minha vida
Inteira, feliz, feliz

Se acaso me encontrar com outro alguém não vai dizer
Que fui eu que falhei
O universo há de testemunhar
Ao meu favor que o nosso amor era pra eternizar
Joia rara que se faz ausente em meu viver
Como o mal me atrai não lhe ter

É como não se houvesse mais
Liberdade presa em alcatraz
A fuga é o nosso amor
Não há muralhas que impeçam o seu fulgor, meu amor
E se você não vem, estou a merçê de outro bem
Quero você e mais ninguém

Lauê lauê lauê laiê laiá
Laiá laiá laiá
Ao meu favor que o nosso amor era pra eternizar
Joia rara que se faz ausente em meu viver
Como o mal me atrai não lhe ter

Lauê lauê lauê laiê laiá
Laiá laiá laiá
Não há muralhas que me impeçam o seu fulgor, meu amor
E se você não vem, estou a merçê de outro bem
Quero você e mais ninguém

Vídeo incorreto?