(Repórter)
"As vezes cheios de preconceito, mas de uma hora para outra ficam atrevidos e dizem tudo que muita gente gostaria de falar...

(Nick Mc)
Os holofotes voltados para toda monotonia
Cotidiano em demasia gera nostalgia
Homens preocupados com crise da economia
Que vão para o trabalho e se esquecem da família
Situação chocante em nível de anestesia
Sociedade em transe em modo de covardia
Menoress esquecidos hoje, por toda parte
Se alojam no concreto nas vigas da sociedade
Desde pequenos acostumados ao inferno
Os poucos que resistem, enlouquecem, ninguém é de ferro
Essa reflexão hoje é algo complexo
Por mais que tu procure achará algo sem nexo
Por um lado uns lutam pra aumentar o seu dinheiro
Enquanto outros morrem isso eh Rio de Janeiro
Uma cidade bela que atrai os estrangeiros
Com praias, carnaval! Paraíso dos Solteiros
Paradóxo verdadeiro dificil de explicar
Por isso a mídia surge tentando me abafar
E até agora eu não consigo entender
Como a sociedade é dificil de compreender
Acham que é só chegar....e ir falando
Que existem 1000 corruptos nesse mundo roubando
Tá enganado meu parceiro mas eu não vou desistir
Por isso me conhecem como Nick, o MC
Seria mais facil reiniciar a sociedade
Acabar com os males e implantar a humildade
Mas infelizmente essa não é a realidade
Mas por isso eu sigo em frente no caminho da verdade

(DaN)
O nosso sangue lubrifica a máquina do capitalismo
Nosso suor vira papel queimado pelo consumismo
Mudanças devem ser feitas e feitos devem ser mudados
Quietos devem ser ouvidos e quem sussurra deve ser calado
O fato relevante de preocupação de leão
Fogo no aldeão e ladrão na TV de plasma
Mas invisível ao seu redor, visto como um fantasma
Mais incômodo do seu lado que uma criança com asma
Um ângulo obtuso eu acuso um abuso
Escândalo confuso, deduso aperto do parafuso
Mentes eu seduzo, vidas eu reduzo
Mesmo sabendo que não resolve...Dedos eu sempre cruzo
São cidades inteiras, meias decisões
São grandes problemas pra pequenas soluções
Os cavalheiros da Távola Redonda estão quadrados
Cada um quer sua ponta cada um quer seu pedaço
A espada tá cega, o escudo perfurado
A armadura já era, o sagrado foi violado
Poetas inquietados por ações de outro pulso
Sensacionalista jogando problemas avulso
Um dia a babilônia cai e se fará de escombros
Pois o verdadeiro valor está sobre nossos ombros
A cada evolução tecnológica é um regresso humano
A cada passo é na verdade que é pra trás que todos nós estamos andando
Cotidiano burlado, verde natural alterado
Problema pensado, resultado afastado
Pensamento sistemático e sistema prático
Praticamente socrático, praticamente tático
Conhecimento especulativo, meramente racional
A teoria é um conjunto de princípio fundamental
As vezes eu quero que essa porra toda exploda
E vá tudo pro espaço sideral
Quanto mais me aprofundo num Estudo da Sociedade
Mais vejo que me afundo no escuro de inverdade
Quanto vale uma tosse, quanto vale um início
O fim é muito precoce já no meu é muito difícil
Esmagado por concreto, chão parede e teto
Pressionado fica quieto, expresso alto dialeto
De avô pra neto, quem fez isso tudo foi Deus
O projeto, Ele sem dúvida é o maior arquiteto
Pensamento intracrânio, movimento subcutãneo
Um instantâneo sem som, desenvolvimento no subterrâneo
É verdade que a falsidade hoje é colorida
Mas a coisa mais importante pra vida é incolor, inodora e insípida

Vídeo incorreto?