Quanto mais eu penso que estou fraca
Encontro lá no fundo um alivio
Me jogo na cama cansada
Te ligo em busca de abrigo

Não quero ser mais uma
No meio de tantas farsas
Minha covardia me assusta
Me engano com trapaças

Voltas e voltas
A cabeça rodando
Começo e termino
Sem ir além
Fundando lares vazios
Em ambientes frios
Com pares calados
E muros fechados

Durmo para não acordar
Sem dor e em paz
Um dia vou me lembrar
Do dia que fui capaz

Vídeo incorreto?