Da varanda um céu de prata
Adentro o rancho silente
Vem me fazer companhia
Lembrando que estás ausente

Acredito que essas luas são mensageiras de amantes
Entre quem fica no rancho
E quem tem sina de andante

Só quem sabe das distâncias
Entende o que é saudade
O tempo dissolve um pouco
Mas fortalece verdades

E a lua por saber disso
Cansada de andar solita
Trás recuerdos de amor
Aos olhos de quem visita

Já passaram tantas luas
Em todas elas rezei
Entreguei meus dois luzeiros
Com elas te acompanhei

Minguei de tanta saudade
Enrubesci nos mormaços
Refletindo em poça d'água
O luar e os teus passos

Só quem sabe das distâncias
Entende o que é saudade
O tempo dissolve um pouco
Mas fortalece verdades

E a lua por saber disso
Cansada de andar solita
Trás recuerdos de amor
Aos olhos de quem visita

Vídeo incorreto?