[1 Co 6:10,11 / Ef 5:18]

A esperança que eu tive na vida
Foi desperdiçada Por causas alcoólicas
Algo mais forte me seduzia
E sem querer
Mais e mais eu bebia

Resultado de uma sentença de morte
Fruto de algo Premeditado
Entidades disso se aproveitam
E fizeram desse homem Movido a álcool

Lutas internas
Vazio, medo, receio
A dor de dentro pra fora
Corrói sem dó num momento
Vida amarga, tormento a alma castiga
A dor de ter arrasada
A consciência já inativa

Essa situação demoníaca
Eu logo quis
Que acabasse a minha vida
Indo num estado já terminal
Meu corpo sofria Cirrose hepática

Cai em mim mesmo e então resolvi
Que devia lutar
Contra as forças do mal!
Minha vida toda se transformou
E então da sargeta Me levantei

Vídeo incorreto?