Sozinhos


Suas frágeis asas dobradas
Estão apenas
Cansadas do puro céu azul
Você não precisa forçar seu sorriso pra ninguém
Não tem problema sorrir pra si mesmo

Esta sensação de solidão está tentando me tomar,
Uma única vela ainda queima por dentro
Não devia haver um candelabro lindo em um lugar cheio como esse

Por que deveria enterrar tudo
No vazio das palavras inexistentes?
Já não sei mais

Enquanto conseguirmos nadar
Livremente em nossos sonhos não precisaremos mais daquele céu
Mesmo que não consiga esquecer o passado
Eu ainda estarei lá para te encontrar amanhã

Suas frágeis asas dobradas
Estão apenas
Cansadas do puro céu azul
Você não precisa forçar seu sorriso pra ninguém
Não tem problema sorrir pra si mesmo

Complexos de inferioridade, e reconciliações
Não tornaram-se verdade tão simplesmente
O espelho que resta no topo da consciência
Mostra o reflexo de pétalas

Parece que minha voz está tensa
Por tentar gritar com um impuro amor
É tão irritante

Nestes tempos mudando,
Feridas em breve
Transformar-se-á em cicatrizes
E você nem espera com que isso aconteça
É tão bonito
Torna-se tão calmo

Crentes arrepiam-se
Abaixo do sol
Como vestígios que desprenderam-se
Tudo bem em não querer amar alguém
Se ainda for muito pra você

[instrumental]

Às vezes este mundo é um pouco deslumbrante
Quando tentarmos caminhar em frente
É como estarmos afundando
Quando tentarmos desistir
Mas a terra seca
Absorve nossas lágrimas

Porque nos sentimos tão
Sós a todo momento?
Você não tem que tomar o peso de tudo
Porque nos sentimos tão
Sós a todo momento?
Tentar desta forma
Não é coragem