Sou bicho feito do mato, não tenho medo de voar
Não tenho medo da escuridão
Saci-pererê, assombração, curupira, carcará

O olho é livre pra chorar, a boca é livre pra sorrir
Toda hora é hora de amar, todo tempo é tempo
De sonhar, pra abraçar, pra sentir

Êêêê... Boi-bumbá, bumbá
Meu boi-bumba, meu boi, bumbá, meu boi-bumbá

A noite é feita pra cantar, o dia tem tanto pra nos dar
É perder o trem, mas caminhar
Contar estrelas, desejar o que o coração pedir

O olho é livre pra chorar, a boca é livre pra sorrir
É perder o trem, mas caminhar
Contar estrelas, desejar o que o coração pedir

Vídeo incorreto?