Depois que a chuva fugiu do meu sertão
A terra ficou seca, de cortar o coração
Peguei um saco e joguei dento a viola
Fui morar em ipanema a substância de esmola

Não fique triste meu amor, não fique não
Um dia dessas vou voltar pro meu sertão
Eu voltarei com uma camisa listrada
Uma calça jeansbotada
E no ombro um blusão

Não fique triste meu amor, não fique não
Um dia dessas vou voltar pro meu sertão
Eu voltarei com uma viola importada
E o sonho da namorada
Vou cumprir no meu sertão

Ainda lembro daquele tempo de seca
Quando via o gado torrando na cerca
E as mulheres fazendo suas rezas
Pedindo chuva e chorando as mazelas

Não fique triste meu amor, não fique não
Um dia dessas vou voltar pro meu sertão
Eu voltarei com uma camisa listrada
Uma calça jeansbotada
E no ombro um blusão