Qual suspiro da corça
Pelas correntes das águas,
Assim, por Ti, ó Deus,
Suspira a minh'alma!
O meu coração tem sede
De Ti, meu Deus!
Oh! fonte viva, inesgotável!
Vem suprir-me
Com Teu próprio Ser.

Como cisterna rota
Que não retém suas águas,
É meu interior
Sem Tua presença.
O prazer que tanto anelo
Só Tu me dás!
Manancial de águas vivas!
Vem suprir-me
Com Teu próprio Ser.

Vídeo incorreto?