Saudade que me invade o coração todinho
Saudade que me arrasta à beira do caminho
Saudade da choupana, onde meu bem morava
Saudade das cantigas que meu bem cantava
Saudade das estórias que meu bem contava
Saudade das mentiras que meu bem pregava
Saudade dos sorrisos que meu bem sorria
De todos os vestidos que meu bem vestia
Hoje, o mundo está bem diferente
Indiferente às coisas lindas desta vida
Saudade dos queixumes que nos amargaram
De todos os ciúmes que nos assaltaram
Saudade dos seus olhos que se entardeceram
Saudade dessas coisas lindas que morreram!...

Vídeo incorreto?