A vida é um circo
Um circo de cavalinhos
- O palhaço quem é?
É o coração da gente
Que faz pirueta
Pelo "amô" de uma "mulhé"
Os olhos de uma certa morena
São duas feras
Pra qualquer domador
Cai na jaula dessas feras para ver
Como és capaz de morrer
Nas garras do amor
No circo, a gente vê comumente
Andar um homem
Sobre a faca e facão
Eu não ando, mas um dia engoli
Engoli fogo e sofri
A dor de uma paixão
Eu nunca tive jeito pra coisa
Mas uma vez
Dei um salto mortal
Da janela à rua
De um bangalô
Juro que outro não dou...
Que salto colossal!!

5701


Ficha técnica da faixa
Regência: Simon Bountman
Voz: Almirante
Orquestra Odeon

[ Marcha carnavalesca - Odeon 11.561A - Intérprete Almirante com a Orquestra Odeon, regência de Simon Bountman ]

Vídeo incorreto?