Amigo, olha esta terra,
E me diga se existe outra igual
Amigo, olha este mar,
Este céu de matiz sensacional
A terra tem a forma
De um imenso coração
Aberto aos forasteiros
Para o mundo inteiro
Amigo, olha estes rios,
Que fervem na espuma das cascatas
Trazendo no ronco das águas,
A voz das matas
Este é o Brasil das Missões
Dos santos, das procissões
Vem saber, oh, forasteiro
O que é ser brasileiro
Olha a mulata passando,
Arrastando a sandália de prata
Olha só a cadência que ela tem, ô, ô, ô
Ouve o samba rasgado
Ribombo do morro, da batucada
Que só termina ao romper da madrugada
Vem, forasteiro
Vem ver o meu País
Sambar, Sambar
Sambar de noite e de dia
Com alma e alegria

8609


Ficha técnica da faixa
Voz: Francisco Alves
Orquestra

[ Samba - Odeon 13.001A - intérprete Francisco Alves com Orquestra ]

Vídeo incorreto?