Zombando da vida
O malandro vai vivendo
Mais sempre se defendendo
Sem querer se amofinar
Se ele tem mágoa
Esquece quando canta
Ele diz que o samba espanta
A vontade de chorar
Chorar

Leva a vida numa flauta
Faz questão do seu sossego
O dinheiro não lhe falta
E não quer saber de emprego
Vive contente sem passar necessidade
Tem a nota em quantidade
Dando golpe inteligente

381488


Ficha técnica da faixa
Regência: I. Kolman
Voz: Ascendino Lisboa
Orquestra do Lido do Rio de Janeiro

[ Samba - intérprete Ascendino Lisboa com I. Kolman e sua Orquestra do Lido do Rio de Janeiro - Columbia 22.218B - lançado em 1933 ]

Vídeo incorreto?