Guardei tanto tempo com muito carinho
Da pessoa amada um retratinho
Para recordar quando distante
Na bolsa comigo ele sempre estava
Era o meu segredo e pra ninguém mostrava
Porem eu olhava a todo instante

Um certo dia cansei da procura
Pois tinha chegado quase a loucura
E acabei fazendo o que não devia...
Pois cheguei ao auge do meu desespero
Mastiguei com raiva seu retrato inteiro
Destruí pra sempre a fotografia

E hoje você vive apenas dentro de mim
E nesta minha vida até o fim
Você viverá em minha alma e meu ser...
Talvez eu não encontre na louca procura
Embora pensem que é uma loucura
Existe em meu sangue pedaços de você

Vídeo incorreto?