Ó profundidade das riquezas insondáveis
Que emanam do teu trono, ó Senhor
Toda glória e majestade
Que existem em tua verdade
E que a nós chegou em forma de amor

Quem te pode conhecer, ó Pai?
Ou quem alguma coisa poderá te dar
Além de um coração em constante
Adoração
Através da graça que jorrou da cruz
Que conhece a alegria
De viver em comunhão
Redimido pelo sangue de Jesus

Porque dEle e por Ele
Para Ele são todas as coisas
A Ele nós rendemos louvor
Sim, a ele toda glória.

Vídeo incorreto?