Tche, tche, tche, tche
Eu vou comer quietinho pra ninguém me ver manda “ae”
Tche, tche, tche, tche
Um gole da “marvada” pra ajudar descer

Eu fui num churrasco na casa do bento
O forró “tava” ô bicho comendo no centro
Tinha mulher pra tudo quanto é lado
Era cedo demais quando a carne acabou

Falei pro bento, que “tava” com fome
Ele pulou o muro e assaltou a vizinha
Roubou uma galinha mais velha, que o dono
Com reza na pena a prova de ladrão

Bento “tá” que judia
Só que a danada não morria
E o pau no centro comia
A coitadinha dava pulo e se batia

Quando a bichinha morreu todo mundo teve dó
Esqueceram ela no fogo e voltaram pro forró
Mais como eu “tava” no rango só de olho no gogó
Enchi o bolso de farinha e dei um jeito na cocó

Vídeo incorreto?