Reunião dos aliados é sexta-feira; só sobreviventes de uma semana inteira de canseira.
Correria…é assim que tem que ser senão não "vira"
"La ra li la ra rá. tÁ Tudo tranqüilo. Sábado e domingo é aquilo: rolê com os camaradas em grande estlilo
Meu traje é prontapele quem vê se amarra, pra muita gente toda hora e agora tudo é farra
O movimento na avenida me atrai, enlouquece!
O vai-e-vem, o sob e desce… tanto faz. O que importa é que a semana foi dura, "mó" loucura
E na hora do rolê ninguém segura, mas, tem sempre aquela estória de:
Encosta!, encosta!..bora!, bora; falar demais é imprudência e, depois de um monte de inconveniências, provada a inocência todo mundo liberado fato ignorado. Prossigo:
Aqui é só sobreviventes se esquivando do perigo; é o jeito, aqui não é o paraíso, quase ninguém ta satisfeito.

Eu sou poeta, rimador, observador nato, vou lhe citar um fato um tanto quanto chato:
Estava eu, curtindo a brisa da noite, o clima quente mó marola de "marijuana" e, de repente eu vi perfeitamente a cara do cliente quando viu em sua frente um cara alto, forte, mas parecia um poste trajado de cinza; lhe cortou a brisa e o final que todos já conhecem sobrou pro moleque, sacanagem, foi interrompido em meio a viagem, amanheceu o dia precisando de no mínimo uma massagem.
Isso aí que é malandragem? Não!
Aprender a viver sim é a regra principal
O resto a vida ensina de maneira natural
Sendo assim, tá normal tudo em paz na quebrada
Só os camaradaz


Refrão:

Hoje eu quero sair só
Só os Camaradaz "hei, oh, hei, oh"
Hoje eu quero sair só
Não demoro eu to de volta


Muita atenção pra ver no rolê;
Gente comum tipo eu, você, que aprendeu a viver;
Ultrapassou todo tipo de crise; não matou, não roubou, não desrespeitou e hoje vive tranqüilo;
E na mesa de dominó abre o jogo sem dó, conta tudo de sua vivência, cem por cento experiência, exemplo de sobrevivência; paga sapo, em meio ao papo sem rola um desabafo. Diz:
"Antigamente todo mundo respeitava a gente, independente da idade; havia consideração de verdade.
Hoje em dia pivete que nasceu ontem tira o pouco que você tem
Bem na porta da sua casa, de madrugada
Se vacilar vai te deixar se debatendo na calçada
Deus me ouça, me livre e guarde, não deixe que eu depare com esse tipo de covarde.
Eu to aprendendo a viver, to de rolê na quebrada.
Só os camaradaz

Refrão:

Hoje eu quero sair só
Só os Camaradaz "hei, oh, hei, oh"
Hoje eu quero sair só
Não demoro eu to de volta


Mó satisfação sair por aqui vez ou outra ouvir:
"Olha lá os caras do Ataque Beliz"
"Oh, Oh, tudo por D.I.N.H.E.I.R.O" "Hip-Hop hei..ho,…"
Vem comigo, a cada passo que dou.
Humildemente, vou vencendo a eterna disputa:
Violência versus diversão.
Gente com copo de pinga na mão, na mente a loucura, o ferro na cintura, Tem gente que paga um pau, atura, mas, sangue bom procura ficar distante; Cerveja na mesa, samba no pé; "alô como vai ? como é que é?.
Sossegado na moral, na fé.
A noite linda me inspira, o som do Jorge Ben é a trilha
"Oba! Lá vem ela!. Estou de olho nela."
Como é linda tenho que dizê-la
É prazer fazer par com você, se pode ser,
Mais tarde a gente se vê, mas por enquanto é só rolê,
Tudo em paz, só os camaradaz.


Refrão:

Hoje eu quero sair só
Só os Camaradaz "hei, oh, hei, oh"
Hoje eu quero sair só
Não demoro eu to de volta


"Fim de semana. Oh meu bem, vem na paz pra curtir esse som".

Vídeo incorreto?