Exclusivo do povo

Parti não aguentei tanta dor
Fugi das armadilhas do amor
Fui com a roupa do corpo
Sai da desilusão
Então eu fechei as comportas do meu coração
Quero ser um solitário
Igualzinho a lua
Quero cantar no cenario
No meio da rua
Eu vou sair pelo mundo
Porque não sei mais parar
Quero ser um vagabundo
Jamais eu quero amar

O artista nasceu
Para ser exclusivo do povo
E quando ele morrer
Vai voltar e viver de novo
Ele não é desse mundo
E nem do outro também
Porque na verdade o artista
Não é de ninguém.

Vídeo incorreto?