Olha os lírios do campo
A luz de um pirilampo
Este céu azul e branco
Que diz o que mais queres
Olha os lábios serenos
Silenciosos, amenos
Como o sereno olhar das mulheres
Olha as aves no céu
Que alegres cantam ao léu
Sem ver o tempo que passa
Olha com orgulho profundo
Que as coisas boas do mundo
Deus nos dá todas de graça
Olha quanta poesia há nas estrelas
Na noite, na lua
E na chuva fria
Que molha as pedras da rua
Olha quanta poesia... rua

Vídeo incorreto?