Pedrinhas de côr


Quem ama fica cego
Nada vê
Escuta mil verdades
Mas não vê
Vê na pessoa amada
A imagem pura da bondade
Embora seja
A imagem da maldade
Eu vi
mil qualidades em você
Mas hoje finalmente sei porque
É que eu estava cego
Cego assim não nego
Cego de amores por você

Não vi em você
Os defeitos que apontavam
E nem ouvi os conselhos
Que me davam
Agora que passou minha cegueira
Posso ve
Que você não era
O que eu julgava ser
Você é como certas pedrinhas de côr
Que tem beleza
Mas não tem valor.

Vídeo incorreto?