(Refrão 2x)
Muitos vão se achar, outros se perder
Vão sempre cobrar tudo que dizer
Responsa de virar então faça valer
Sem me render
Força pra viver

(Verso 1 - AXL)

Cada passo um plano, treta, véspera em acúmulo, sem sono
De noite contando os danos, razão por debaixo dos panos
Usando como desculpa o engano
Lei de bairro é global como o câncer, novo crack ao alcance
Mesmo túmulo? Só de relance
Rezando pra ficar bem, Deus perdoa a rua não
Vai além do céu cinza e o sangue vermelho no chão
De "Titan" e moletom, tampando a placa atrás da vitória
Esperança de rumo pra alguém sendo a doença na contra-mão da história
Os moleque vão largar tudo pra fazer virar
Do "Vale" ao "Lauzane" são mundos em particular
"Mais na rua né, não?" Cuidado!
Piscou virou culpado, duvidou errado é um convite pra ser julgado
Nem tudo que tem nome age com a palavra
Nem tudo que se move sai do lugar
Antes que te informem é só a extinção cumprindo a demanda
Regras de quem manda pra quem desanda, tá na rua é pra jogar!

(Refrão 2x)

(Verso 2 - Rashid)
Agora o bonde vem de van, pega tudo que é seu
Sua corrente e sua irmã, nem me viu, fui no breu
Se sou réu, se caminho sem medo sigo from hell
Se isso roubou minha alma, me perdoe Papai do céu
(Plew!) Sei que vários hoje tão nessa de viver com pressa e sem pressão
Mas na rua não é o cupido que quer furar coração
Sempre tão, tentando fazer daqui um "Paquistão"
Mosque, e sua coragem vira item de decoração
Ouça a oração, Pai! Ouça a oração
Se os moleque tão na caça sem nem saber que horas são
Não se assustem não, meus senhores e senhoras são
Coisas de quem não quebra galhos, pois já levou toras, jão
Boladão, enche o tanque, mete um funk a pista tai pra você
Passa a marcha e acelera, pra se achar ou se perder
Pra comprar ou se vender, pra lutar ou se render
Pra, sair da merda como cê bem entender!

(Refrão 2x)

Vídeo incorreto?