Kyoto já!


É uma questão de presciência,
Mas não do tipo de ficção cientïfica
É tudo sobre ignorância,
E cobiça e milagres
Para os cegos
A mídia exibindo,
políticos incoerentes
baseados na pilhagem petroquímica
E somos seus reféns

Se você adotar a razão, você tá no jogo
As regras podem ser elusivas mas as peças são as mesmas
E, sabe, se um cair todos nós caímos também
O equilíbrio é precário, qualquer um pode perceber
Esse mundo está indo pro inferno

Não permita que esse monstro mitológico promissor cobre seu preço
Kyoto já!
Não podemos fazer nada e pensamos que alguém vai consertar

Você pode até pensar que não importa agora, mas e se você estiver errado
Você pode até pensar que não há nenhuma sabedoria numa porra de canção punk rock
Mas do jeito que está não dá pra persistir por muito tempo
Um sol brutal está nascendo no nosso horizonte doente
Está no modo que vivemos nossas vidas
Exatamente como os dois gumes de uma fria faca comum
E a supremacia pesa bastante no dia
Nunca é o que você realmente possui
Mas o que você jogou fora, E quanto você pagou?

Não permita que esse monstro mitológico promissor cobre seu preço.
Kyoto já!
Não podemos fazer nada e pensamos que alguém vai consertar.
Nos seus sonhos você viu uma situação estável e abundante pra toda a eternidade.
Gritos silenciosos mas agora a sabedoria que nos sustenta
Está recuando

Não permita, esse promissor monstro mitológico não compensa o risco
Kyoto já!
Não podemos ter perspectiva para o futuro se ele não puder ser consertado
Alheio
Precisamos de uma religião nova em folha pra guiar nossas vidas
Juntos
O torpor árido da falta de ação será o nosso fim