Quando eu senti, senhor
Pela primeira vez tua mão a me amparar
Tentei resistir, quis reagir
Mas não fui capaz
Me deixei seduzir pelo teu amor
Foi tão intenso, tão sublime aquele momento
Que não queria que terminasse jamais

E hoje eu sou todo teu
Servo pecador, fiel
E quero te dizer sempre mais
Te amo, pois me devolveste a paz
Te amo e não te deixarei jamais

Vídeo incorreto?