Que as mãos possam se dar
Que o olho veja além da cor
Só o amor libertará
Desarmando o interior.

Não aos radicais
De mãos dadas somos todos tão iguais
Não aos arsenais
Armas nunca matam a fome dos mortais.

Trocam o verde de lugar
Pelas notas verdes de papel
Nossas águas a rolar
Não espalham mais o céu.

Deus salve o planeta
Devastado pelo fogo da ambição
Deus a natureza
Tá pedindo proteção.

Vídeo incorreto?