Final de agosto

Ando meio acanhado, sem encarar os meus olhos nos teus, olhos que nunca foram meus, não adianta pedir pra mim, nem vem dizendo, que errou sem querer,foi você que quis assim,estou sozinho mais sei viver.
Tudo parecia nunca ter fim, a tristeza e a dor tomaram conta de mim, sozinho em casa curtindo apenas minha solidão, como se fosse uma faca sega, arrancando, o meu coração.
(Refrão)
(Agora que o sol não queima meu rosto, agora mesmo no final de agosto,
viro mais uma página amarelada,sem cor sem vontade de sair de casa, nuvens escuras se aproxima frieza no quarto, misturando em tristeza).

Tudo parecia nunca ter fim, a tristeza e a dor tomaram conta de mim, sozinho em casa curtindo apenas minha solidão, como se fosse uma faca sega, arrancando, o meu coração.
(Refrão).

Vídeo incorreto?