Que pena amigo que pena
Eu não queria te ver asim
Largado às margens da vida
Tendo por saída um abismo sem fim

Que pena amigo que pena
Ela fez de você um qualquer
O poder de transformar em rei
O mendigo está numa mão de mulher

Mas se ela voltasse amanhã
Ou quem sabe um dia
De novo em meus braços a receberia
Com toda força de uma paixão
E se tivesse que sofrer bem feliz sofreria
Não sei explicar essa louca mania
De idolatria do meu coração

Meu coração é teu
O meu amor é teu
Sou rei, seu rei, só seu
Seu, seu, seu

Vídeo incorreto?