No botequim do amor
Me embriaguei de desejo
Bebi gole de ternura
Num cristal de um suave beijo

Cada trago foi solvendo
O néctar de tua boca
Me tonteei de amor
Numa paixão quase louca

Nesse porre de carinho
Bate forte o coração
E eu borracho levo a vida
Cambaleando de paixão

Encostado no balcão
Deste teu corpo moreno
Amanheci respirando
O teu gostovo veneno

Vídeo incorreto?