Todo dia chega em casa, bêbado de cachaça
Passando a noite em claro e azarando a mulherada
Acorda tremendo e vai para a esquina
Negociar o preço e ver qual é a das minas

Todo dia sai de casa e vai para a esquina
Ver qual é a que é daquelas menininhas
Sabe que não é de graça mas está sem dinheiro
Na rua é mais barato que se fosse num puteiro

Em uma noite dessas, a história mudou de lado
Ao invés de observar, estava sendo observado

Um dia é da caça, outro é do caçador
Maluca gostosa, vai gemer sem sentir dor

Hoje em dia sai de casa e não bebe nem um trago
Vê a cachaça de milho
Envelhecer no barril de carvalho
Sonha no dia em que vai saborea-la
Fica na secura esperando outra caçada

Solo de Guitarra do Deca

Um dia é da caça, outro é do caçador
Maluca gostosa, vai gemer sem sentir dor

Vídeo incorreto?