Oh pequena cidade de belém


Oh pequena cidade de Belém,
Como ainda estamos mentiras te ver!
Acima de teu sono profundo e sem sonhos
As estrelas passam em silêncio;
No entanto, na tua rua escura brilha
A luz eterna;
As esperanças e medos de todos os anos
Estão reunidas em ti esta noite

Porque Cristo é nascido de Maria,
E reuniu todos acima,
Enquanto os mortais dormem, os anjos manter
Seu olhar de amor perguntando
O estrelas da manhã, juntamente
Proclamam o nascimento santo!
E cantar louvores a Deus, o Rei,
E paz na terra aos homens

O Santo Menino de Belém!
Descida para nós, orar;
Lança fora o nosso pecado e entrar,
Nascer em nós hoje
Nós ouvimos os anjos do Natal
O grande alvíssaras dizer;
O vir até nós, fique conosco,
Nosso Emmanuel Senhor!