As grandes asas da morte arranham o ar


Nós gritamos para o céu
Até nossas bocas sangrarem e secarem
Gritando para um Deus que parece estar cego
Para o nosso sofrimento aqui na terra; somos deixados de lado
Olhe em volta e testemunhe o peso dessa escuridão
Posso lhe assegurar que ignorância não é felicidade
E simplesmente porque temos enfeitado nossos olhos com tanta arrogância
Não quer dizer que o indescritível ira deixar
Homens cruéis acumulando bens
Enquanto seus companheiros morrem com doenças e enfermidades

Nossas crianças continuam morrendo de fome
Contorcendo-se e resmungando de dor
Os entes queridos morrem e desaparecem
As pessoas que conhecíamos são arrancadas de nós
(Todos que amamos irão desaparecer
Todos que amamos serão arrancados de nós)
Homens matando entes queridos em acessos de raiva
Ao invés de deixar o passado para trás, virando uma nova página
Mães afogando seus bebês durante o sono
Tentando alívia-los pois não sabe quando comerão novamente

Nós ainda corrompemos e abusamos de inocentes
Como itens para serem vendidos ou ganhados
A escravidão e a prostituição não são lugar para uma criança de nove anos

Então com raiva, grite para o céu furioso
Deixe a emoção escorrer de seus olhos
Eu direi a verdade
Yhwh(Deus) se enfurece com você
Ele ouve seus apelos frenéticos
Acredite em mim quando eu digo, "ele não está distante!"
Se você ficar quieto por um tempo, simplesmente poderá ouvi-lo respirar
Ele se coloca na cabeceira dos humildes
Ombros agitando-se, com a cabeça entre as mãos
Aflito como o coração de um pai, vem para recuperar outro cordeiro teimoso
Cabe a nós mantermos a dignidade uns com os outros
Reconhecer que escolhemos o inimigo errado
Ódio, ignorância e desumanidade são aquilo contra o que deveríamos lutar
Agora é a hora para conhecer
Agora é a hora para a verdade
A humanidade já sofreu muito abuso
Temos que assumir a responsabilidade e acabar com a apatia
Desaprender certos ensinamentos
Que nos deixam cegos e egoístas
Pois o que deve ser aprendido
É que o problema somos nós