Se uma estrela cai do céu
Vai para o Japão
E entra em meu quarto de hotel
Como a gueixa de plantão

Todo zen, fumando espero
Essa deusa vem me ver
Mais sensual que bolero
Em calma, luxo e prazer

Versos perversos das "Flores do Mal"
Nesse romance, fantasia oriental
Cenas obscenas? Não! Apenas de amor!
Que estou navegando em uma tela multicor.

Ligo o rádio contra o tédio
Que vício elegante!
Em gozo em paz teu assédio
Numa onda de amante!
O viver é de improviso
Faz sua própria lei...
Mas navegar é preciso:
Vou mandar-te um lay-lady-lay
Tão pós-moderna a eterna paixão
Nesse programa guia de navegação
Vi seu poema no meu computador
Que estou navegando numa tela multicor.

Vídeo incorreto?