Você me quer mas não pra sempre
Quem sabe volta e meia a gente tenta outra vez

Não sei o que assumir
Pois termos não definem
O que eu tento te dizer
Peço conselhos
Mas ao te encontrar
Fica difícil entender
Como você me domina
Fingido não saber porquê

Brincadeiras numa noite
Pra depois voltar ao sério
E sorrindo esquecer este falso adultério

Agora é difícil lembrar deste caso sem fim
Caí em seu triste charme como num roubo sem alarme
Mas a ironia na memória tenta loucamente descrever
Minha mente sendo seduzida e você sendo traída
Numa máquina de escrever

Vídeo incorreto?