É muito melhor
Tentar do que dar a esquecer
É muito melhor
Eu faço o que tento fazer, por você.

Tive medo, mas tive sonhos bons.
Pesadelos somem com a luz do sol
A esperança é sempre maior que mar
Uma criança quando aprende a brincar


Sei que sente vontade de me encontrar
E por isso eu resolvi voltar
Ancorarei em teu porto a amanhecer
Me atracarei em seus braços sem me despertar

Eu navego entre o sol e o mar

Eu navego entre o sol e o mar

É tão estranho que se confunde com a solidão
De repente a chuva molha minhas mãos

Há quanto tempo ainda tenho que esperar
Se a minha volta é por cima, por cima do mar.

Quantas vezes pensei que fosse naufragar
Navegante meus sonhos me faz flutuar
Me agarrei no que não podia avistar
Agora estou chegando perto até demais


Eu navego entre o sol e o mar

Vídeo incorreto?