O amor quando se vai
Deixa marcas na paixão
Feito o cio de uma loba
Feito o uivo de um cão
É feitiço que não sai
Dilacera o coração
É um nó que não desmancha
É viver sem ter razão

Chora coração
Pasarinho na gaiola
Feito gente na prisão
Chora coração
Passarinho na gaiola
Feito gente na prisão

É um jeito de querer
É pecado sem perdão
É espinho que só dói
Quando põe o pé no chão
É o galho que se dobra
Sob o corte do facão
É um mar que sai dos olhos
Pra banhar a solidão

Chora coração
Pasarinho na gaiola
Feito gente na prisão
Chora coração
Passarinho na gaiola
Feito gente na prisão

É um jeito de querer
É pecado sem perdão
É espinho que só dói
Quando põe o pé no chão
É o galho que se dobra
Sob o corte do facão
É um mar que sai dos olhos
Pra banhar a solidão

Chora coração
Pasarinho na gaiola
Feito gente na prisão
Chora coração
Passarinho na gaiola
Feito gente na prisão

Vídeo incorreto?