Segunda-feira a batalha vai começar
Tô sossegado tenho tudo que eu queria
Sobe a ladeira, entra dentro do buzão
Começa a batalha
Força meu irmão

Dobra esquina, prédios, muros e um quintal
Entra na fila, olha o carimbo, paga a conta
Menina linda vende o corpo e é normal
Tem cocaína, heroína e a TV

Na Sexta-feira tem suingue, tô em casa
Tem feijoada, acarajé a la vonté
Batuca a cuca, batuca batucada
Batuca a cuca no samba agulelê

Mesmo com a fúria das grades
Eu ergo com força minhas mãos à liberdade
Eu convoco os espíritos de luz pra dançar