No meu sertão tem de tudo
De bom que se possa imaginar
Tem um sol clareando
La onde canta o sabiá

Tem a bondade nos olhos
De um homem trabalhador
Que usa chapéu de palha
Com humildade, sim senhor

Tem a bondade nos olhos
De um homem trabalhador
Que usa chapéu de palha
Com humildade sim senhor

No meu sertão xique-xique
É a bandeira do nordeste
Tem forró, vaquejada, xote
Baião de leste a oeste

Tem a bondade nos olhos
De um homem trabalhador
Que usa chapéu de palha
Com humildade sim senhor

Tem a bondade nos olhos
De um homem trabalhador
Que usa chapéu de palha
Com humildade sim senhor

Mas apague a lamparina
Deixe o lampião
Lampião de Virgulino
Ninguém bole não

Já pensou no reboliço
Que aqui pode dar
Se apagar o lampião
A coisa vai mudar...

Vídeo incorreto?