Primo Basílio saiu lá do Centro-oeste
Veio aqui para o Nordeste pra aprender a dançar forró
Chegou aqui, se encantou por Catarina
Moça de cintura fina, boa de dançar que só
E rala tudo, rala peito, rala coxa, e ele que não é trouxa
Dançou com a tal da moça até o raiar do sol

E os chinelos, chilep, chilep, os chinelos, chilep, chilep
E os chinelos, chilep, chilep, primo Basílio agora é cabra da
peste

Mas o problema é que a tal cintura fina
Era filha de Zefina e João Velho do Cangaço
Antes da festa a mãe pediu a Catarina:
--- Leve a farinha de Tina, diga que essa eu mesma faço
Mas o caminho a menina se entreteu
Pois Basílio a conheceu, e a farinha ela perdeu
Que estava dentro de uma cabaça

Refrão

E procurando a farinha e a vasilha
Basílio e Catarina se meteram em confusão
Alguém contou a João Velho do Cangaço
--- Sua filha perdeu o cabaço!
Olhem que situação.
Esse rapaz vai ter que se explicar, e se não quiser casar
Só vai lá pras bandas dele defumado num caixão

Refrão

Zefina tomou a frente, pra confusão desfazer
A cabaça é da farinha, aqui ninguém vai morrer
João Velho feliz da vida, abriu pinga pra tomar
A confusão está desfeita, nós vamos comemorar

Vídeo incorreto?