Hô! Sou vaqueiro acelerado
Meu arreio é prateado
Amo a vida de gado
Mas só peno por amor

Pego o touro desmochado
Sou bezerro desmamado
Vou sentir os seus pecados
Numa noite de amor

E é no coice da boiada que eu vou
No mugido da novilha
No galope corredor (2x)

E por onde passa o boi
Passa o cavalo imprensado
E em cima do cavalo
Vai o vaqueiro escanchado

Num aboio num mato pino
Conheço desde menino
Três campeões nordestinos
Cavalo, vaqueiro e gado

E no som da concertina
No sorriso da menina
Que nem água cristalina
Os seus olhos mareou

Nos sinais de um cavalo
Um é bom, dois é melhor
Sem ter sinal encoberto
Três é ruim, quatro é pior

Pra correr atrás do gado
Sem perder a resistência
Dois alento em cada venta
Uma estrela e um coração

Vídeo incorreto?