A música da preguiça


Hoje eu não estou com vontade de fazer nada
Só quero ficar deitado na cama
Não quero atender o telefone
Então deixe o recado na secretária eletrônica
Pois juro que hoje eu não quero fazer nada
Vou ficar com os pés pro alto olhando para o ventilador
Vou ligar a TV, ficar com as mãos dentro da calça
Ninguém vai me dizer que não posso fazer isso
Vou me jogar no sofá, ficar embaixo das cobertas
Vou ligar na MTV para eles me ensinarem a dar uma de Douggie
Porque no meu castelo quem manda sou eu

Oh, sim, eu disse isso
Eu disse
Eu disse, porque eu posso

Hoje eu não estou com vontade de fazer nada
Só quero ficar deitado na cama
Não quero atender o telefone
Então deixe o recado na secretária eletrônica
Pois juro que hoje eu não quero fazer nada
Absolutamente nada

Absolutamente nada

Amanhã eu vou acordar
Fazer uns exercícios
Vou conhecer uma garota bonita
E fazer muito sexo
E ela vai gritar e dizer que está ótimo
(Oh, meu Deus, como isso é bom)

É
Talvez eu saia por aí
E tire o meu diploma
Aposto que o meu pai vai ficar orgulhoso
Mas, desculpa aí, pai, você vai ter que esperar um pouco

Oh, sim, eu disse isso
Eu disse
Eu disse, porque eu posso

Hoje eu não estou com vontade de fazer nada
Só quero ficar deitado na cama
Não quero atender o telefone
Então deixe o recado na secretária eletrônica
Pois juro que hoje eu não quero fazer nada

Não, eu não vou pentear o cabelo
Pois eu não vou a lugar algum
Não, não, não, não, não, não, não, não, não

Eu só vou escorar no meu terno de aniversário
E deixar tudo hang loose
Yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah, yeah

Oh, hoje eu não estou com vontade de fazer nada
Só quero ficar deitado na cama
Não quero atender o telefone
Então deixe o recado na secretária eletrônica
Pois juro que hoje eu não quero fazer nada
Absolutamente nada
Absolutamente nada
Absolutamente nada