Não mudou nada é o filho da Priscila,
Descanse em paz mãe o seu filho já se vira.
Sem medo andarilho vim do fim da fila, dedo no gatilho
vocês tão na minha míra.
(click, clack, bláh )
Eu sou quem você ama odiar, o rap infame
Vim pra incomodar quero que o rap inflame
Salve o super fuck, também sou do enxame.
Pânico, deixo o seu sistema em pane, uso a cabeça me
chame de Zidane.
Éé, mas não se engane meu mano..
(é porque ele é pop, ele é boy, ele é branco)
Boy é o caralho, trampo pra caralho, bom mas até
quando eu descanso eu trabalho.
Pra mim nada veio de mão beijada, veio com dedicação
jão, não mesada.
Tenta vêr, quer saber de mim não vê nada, só sente a
levada ela é tão pesada.
Tento explicar, mas os caras são burros querem imitar
o rap, os caras são nulos, surdos! Mas isso vai mudar
eu juro, eu vou lutar e o meu sentimento é tão puro.
Foda-se o que vocês dizem, tanto nibe que posso vender
meu cd virgem...

Vídeo incorreto?