A serra do jacaré já quebrou os dentes
A perna do gafanhoto perdeu a mola
Gordura de pernilongo é um remedião
O sabiá cantador perdeu a viola
Ta sem garça a bateria do vagalume
O sapo lá do meu bairro pula pra trás
Eu aposto na corrida da tartaruga
O leão treme de medo dos animais

O pato esta morrendo é de ciúme
De ver o cavalo andar com as quatro patas
O ouriço tira sarro do porco espinho
No pescoço da girafa não tem gravata.
O monjolo do meu pai machucou a mão
Violão do meu avo destroncou o braço
Relógio perdeu o cabelo e ficou careca
O meu tio pulou um poço lá no espaço.

O tal de bicho preguiça ficou esperto
O gambá sentiu vergonha e usa perfuma
O cachorro caçador ta querendo paga
O minhoco da minhoca já tem ciúme
O burro do meu irmão é inteligente
A pomba já não tem medo do gavião
A tigra não sabe o nome do seu marido
A cobres está andando de pé no chão

Até mesmo eu que moro neste recanto
Tem hora que vira do avesso a minha mente
As vezes apago a porta e fecho a luz
Meu carro é meio louco e dá ré pra frente.
Eu quero descer pra cima e subir pra baixo
Galinha é de papo em papo que enche o grão
O anzol que pra ser direito tem que ser torto
Termino pelo começo minha canção.

Vídeo incorreto?