Lagoa que tem piranha jacaré nada de costa
Já comi até o caroço da fruta que você gosta
Quem apostou no meu taco não perdeu nenhuma aposta
No braço desta viola
O meu verso deita e rola é só uma pequena amostra

O que é bom não dura pouco, dura o tempo suficiente
Para ter boa colheita eu plantei boa semente
Meu verso tem qualidade, meu parceiro é competente
Meu projeto é atrevido
Meu produto é garantido ninguém quebra esta corrente.

Patuá é da mandinga, eu nunca quis carregar
Não jogo pedra para cima seu telhado vai quebrar
Depois que eu saio na chuva não importa em me molhar
Eu sou ave de rapina
Que voa pela campina, o meu bote é pra pegar.

O pouco com Deus é muito e o muito sem Deus é nada,
O pão que o diabo amassou eu comi tudo em torrada.
Tenho Deus na minha frente clareando a minha estrada
Não sou de fazer cascata
O som da minha chibata virou marca registrada.

Vídeo incorreto?