Chora viola sentida que eu vou chorar também
Aqui chora uma saudade da ausência de alguém
A viola está chorando nas dez cordas que ela tem
A vida deste caboclo é viver triste sem ninguém.

Eu saí da minha terra mais ou menos faz dois anos
Da minha mamãe querida vivo sempre recordando
Sem saber pra onde ia sem destino eu vim andando;
Cheguei aqui em São Paulo onde hoje estou morando.

Eu deixei na minha terra meus pais e meus irmãos
Amigos como foi triste a dor da separação
Quantas vezes eu dormindo sonho com o sertão
Acordo aqui tão distante como dói meu coração.

Adeus serras e montanhas, adeus casa de meus pais
A minha noiva querida e o sertão de Goiás
Eu deixei a minha terra por que a sorte é Deus quem faz
Está morando distante e não sei se volto mais.

Vídeo incorreto?